Não é só nas academias que os alunos devem passar por uma avaliação física antes de iniciarem os exercícios.

Esse primeiro contato antes de o aluno começar a praticar o Pilates pode fazer toda a diferença para trazer mais resultados e, até mesmo, manter o aluno por mais tempo no estúdio com você.

A importância da avaliação no Pilates

A avaliação física é o primeiro contato que o professor terá com o aluno e, muitas vezes, também o primeiro contato que o aluno terá com o Pilates. Por isso, esse é um momento de grande importância para explicar como funciona a metodologia e entender quais os objetivos e queixas do aluno.

Ao conseguir criar um “perfil” do aluno e avaliar se ele tem alguma dor ou necessidade específica, fica muito mais fácil montar um plano de exercícios personalizado e que corresponda às expectativas de cada pessoa.

Com isso, os resultados se tornam mais visíveis e as chances de o aluno ficar satisfeito com o progresso das aulas aumenta.

O que identificar durante a avaliação

Num primeiro momento é importante entender como é a vida desse aluno. Pergunte no que ele trabalha e por qual motivo ele procurou o Pilates como atividade física. A escolha pode ter sido tanto para melhorar alguma dor, quanto para corrigir posturas ou, até mesmo, potencializar os resultados de algum esporte.

Também é importante conhecer as limitações e a resistência física do aluno, ao mesmo tempo em que você pode apresentar os princípios do Pilates. Por isso, vale a pena passar algumas posturas para o aluno executar e avaliar como ele se sai.

Não se esqueça também de perguntar se o aluno está fazendo algum tratamento ou passou por uma cirurgia para corrigir algum problema de saúde, uma vez que essas respostas impactam diretamente no programa de exercícios que você vai montar.

Muitas vezes, informações simples e pequenos detalhes podem fazer toda a diferença para tornar as aulas mais proveitosas e melhorar a qualidade de vida dos seus alunos!

Compartilhar: