Ter um estúdio de Pilates de sucesso não depende apenas de montar um espaço legal, investir em cursos e qualificações e atrair e reter alunos.

A saúde financeira também é essencial para que as contas fechem ao final do mês e você consiga reinvestir em melhorias e, claro, obter lucro!

Pensando nisso, listamos algumas dicas importantes para você cuidar das finanças do seu estúdio, confira:

1 – Anote as entradas e saídas

O primeiro passo é manter o controle de todas as entradas e saídas do seu estúdio, desde as menores até as maiores. Isso significa que você precisa anotar os gastos com as contas de luz, internet e água, bem como os que envolvem compras de materiais e demais insumos.

Não se esqueça também de computar os pagamentos dos planos feitos pelos alunos. Com isso, você conseguirá visualizar quanto entra e sai de dinheiro todo mês.

2 – Faça um planejamento

A partir do momento que você começar a controlar as finanças do estúdio, você conseguirá planejar os meses e até os anos seguintes.

Isso é importante para fazer uma estimativa de quantos novos alunos precisam ser conquistados e, até mesmo, conseguir antecipar pagamentos e obter descontos.

3 – Negocie

Falando em descontos, a negociação é uma parte fundamental da gestão financeira do seu estúdio de Pilates.

Quando temos dinheiro em caixa e conseguimos adiantar pagamentos é possível obter condições e valores menores. Por isso, não tenha vergonha de negociar!

4 – Separe as finanças

Você precisa tratar o seu estúdio de Pilates como um negócio sério, por isso, nada de juntar as suas finanças pessoais com as do estúdio.

Determine um salário fixo para você e uma variável de retirada dos lucros que não deve acontecer mensalmente. Evite ao máximo retirar dinheiro do caixa do estúdio para pagar despesas pessoais, pois isso prejudica a gestão das finanças e pode camuflar custos!

Compartilhar: