Se você acompanha o nosso blog com frequência, provavelmente já sabe tudo a respeito do universo do Pilates e está pronto para abrir um estúdio de sucesso!

Mas, se você ainda está se sentindo um pouco inseguro a respeito dos benefícios e potencial de negócio da metodologia, preparamos um checklist definitivo para você virar expert no assunto, confira:

1 – Power House

Também conhecido como “centro de força”, o Power House é o elemento mais importante na prática do Pilates. Ele engloba os músculos entre a caixa torácica e a linha imaginária que vai de um quadril ao outro.

Para serem executados da maneira correta, os exercícios devem ser iniciados com a ativação do Power House. Dessa forma, a sua coluna fica protegida, a estabilidade é maior e os movimentos são praticados com precisão.

2 – Foco e concentração

Pilates não é um exercício para ser praticado em meio a conversas e distrações. Ao contrário do que estamos acostumados a ver em muitas academias, a metodologia exige consciência corporal e foco nas posturas.

Por isso, é sempre indicado atender apenas um aluno por vez ou trabalhar com turmas reduzidas de até 3 pessoas.

3 – Aparelhos e solo

O Pilates pode ser praticado tanto em aparelhos quanto no solo, no entanto, o que realmente fará a diferença nos resultados dos alunos é a maneira como você vai montar as aulas, adaptadas para as suas necessidades.

Como a metodologia permite diversas adaptações, o ideal é que você disponha dos aparelhos, acessórios e um espaço para a prática no solo e, dessa forma, aplique os exercícios respeitando os limites e condições de cada aluno.

4 – Atualização constante

Uma coisa é fato: não faltam estúdios de Pilates por aí e nem as mais diversas adaptações da metodologia como complemento para outras atividades.

Para se destacar nesse mercado tão concorrido é preciso se atualizar constantemente e participar de cursos e eventos para tornar as aulas mais dinâmicas e interessantes.

5 – Orientação aos alunos

Antes de começar a atender um aluno novo, é fundamental fazer uma aula experimental e uma avaliação para entender as limitações e motivos que levaram aquela pessoa a procurar o Pilates.

Nesse momento, também é preciso alinhar as expectativas de cada um. O Pilates não terá o poder de curar doenças crônicas ou de fazer as pessoas perderem muitos quilos.

No entanto, se aliado a uma boa alimentação, outros exercícios e alguns cuidados, o Pilates tem o poder de melhorar a qualidade de vida e trazer resultados extraordinários!

Compartilhar: