A osteoporose é uma doença que afeta milhares de pessoas, principalmente os idosos e as mulheres na menopausa. Dependendo dos hábitos de vida de seu portador, a doença pode se agravar e comprometer os movimentos, além de causar dores profundas.

Como o Pilates é um exercício de baixo impacto e que respeita os limites de cada indivíduo, é uma excelente maneira de fortalecer os músculos e proteger e aumentar a massa óssea.

Além disso, a metodologia aumenta a consciência corporal e o equilíbrio, prevenindo as quedas e fraturas tão temidas por aqueles que possuem osteoporose.

É comum que os alunos com osteoporose sintam dores e incômodos durante as aulas, porém, com acompanhamento e uma evolução que respeite os limites de cada um, não há nenhuma contraindicação para a prática do Pilates.

Os exercícios de baixo impacto são os ideais para os alunos com osteoporose, sempre focando no fortalecimento dos membros inferiores e superiores e estabilizando os músculos da coluna.

Conheça também sobre o pilates para deficientes físicos clicando aqui.

Compartilhar: